segunda-feira, 10 de agosto de 2009

PONDO MEDO, MAS SEMPRE INSATISFEITO

Cesão não tem jeito mesmo... Fala sério! haha

Cielo afirma: 'Espero que os adversários olhem para mim agora e sintam medo'
Campeão olímpico e mundial lembra do início em Santa Bárbara D'Oeste e diz que ainda não chegou ao pico da sua carreira: 'Ainda falta muita coisa'
Joanna de Assis e Mariana Kneipp - São Paulo

Depois de conquistar um ouro olímpico e mais dois mundiais, Cesar Cielo está mais confiante do que nunca. O nadador do Pinheiros, que conversou com o GLOBOESPORTE.COM e o SporTV nesta sexta-feira, falou sobre a impressão que pensa ter deixado em seus adversários depois das conquistas inéditas para a natação brasileira em Pequim (2008) e Roma (julho/2009).

- Espero que eles olhem para mim agoram e sintam medo. Quero deixá-los assustados. Meu objetivo é conquistar o bicampeonato nos 50m e 100m no próximo Mundial – disse o brasileiro.

Cielo contou ainda que a parede de seu quarto, guardiã de uma lista com os tempos almejados pelo nadador, ficará em branco nas próximas semanas. Porém, o povo brasileiro ainda pode esperar muito mais do "Cesão".

- Vou tirar um tempo de férias para depois começar tudo de novo. Não tenho a pretensão de ser o maior atleta do Brasil, mas ainda não cheguei ao pico da minha carreira. Tenho 22 anos, ainda falta muita coisa – disse o brasileiro, que chegou de Roma e viajou a Santa Bárbara D’Oeste, sua cidade natal, na noite desta sexta-feira.

O campeão também lembrou do início da carreira e do 13° lugar no primeiro Troféu Brasil que disputou, quando tinha 15 anos.

- No fundo, eu sempre soube que iria ganhar alguma coisa na natação. Eu dizia para mim mesmo ‘Dá um tempo que você ganha também’. Quando cheguei em Pequim, achei que ainda não era a minha hora, mas, mesmo assim, queria uma medalha, de qualquer cor. Aí, levei o ouro. Agora é aquela coisa, deixaram eu ganhar uma, começaram um problema. A primeira vez é a mais difícil, mas depois que você alcança o topo do mundo, é você contra você mesmo.

Cielo será homenageado pelo presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, na terça-feira, em Brasília (DF). No dia seguinte, volta à Santa Bárbara D’Oeste, onde será recebido por uma festa da prefeitura da cidade. Segundo o campeão, sua estadia no Brasil deverá durar até janeiro de 2010, só depois ele retornará aos treinos em Auburn (EUA).

FONTE: GloboEsporte.com




--> Eles que se cuidem, né, Cesão?! Se já se sentiam derrotados antes... Agora, então... Não vai ter treino que o Bousquet Desoleé queira te enfrentar! huahua

Cielo vê ausência de recorde nos 50m como "falha"
Carolina Canossa - São Paulo (SP)

Dizendo ainda não estar satisfeito com o que já conquistou na carreira, Cesar Cielo demonstra um nível de exigência muito grande ao analisar o próprio desempenho. Apesar de ter conquistado os títulos nos 50m e nos 100m livre no Mundial de Roma, o atleta classificou como "falha" o fato de não ter feito a melhor marca do planeta na prova mais rápida da natação.

"Não bater o recorde mundial nos 50m livre foi um pouco de falha", analisou o paulista, que voltou ao Brasil na última sexta-feira. "Eu atingi o que estava querendo para os 100m, mas poderia ter nadado mais rápido nos 50m se tivesse um ou dois dias a mais de descanso", afirmou.

Com direito à recorde mundial (46s91), Cielo conquistou a medalha de ouro na prova nobre da natação em 30 de julho. Após sair da água, ele confessou estar com o corpo todo dolorido devido ao esforço feito. O incômodo foi aumentado devido à obrigação de permanecer com o apertado maiô por alguns minutos além do esperado para a realização do controle antidoping.

No dia seguinte, Cielo teve que cair na água duas vezes para a disputa das eliminatórias e da semifinal dos 50m livre. Cansado, ele disputou a final da prova em 1º de agosto, onde foi primeiro colocado com "apenas" a segunda melhor marca da história, 21s08 - em abril deste ano o francês Frederick Bousquet chegou aos 20s94.

Apesar da decepção, o nadador acredita que basta trabalhar bem a parte psicológica para derrubar mais este obstáculo em sua carreira. "Tudo é cabeça. Se eu colocar na cabeça que quero quebrar o recorde mundial na semana que vem, posso conseguir", destacou o atleta.

Para Cielo, o fato de já ter chegado ao Maria Lenk com índice para o Mundial foi um dos principais diferenciais para que ele se desse tão bem na capital italiana. "Como não precisei ter foco na seletiva, acho que ganhei umas quatro ou cinco semanas de treino à frente dos outros", analisou.

Medalha no banco - O destino das duas medalhas de ouro obtidas por Cesar no Mundial de Roma será o mesmo do ouro e do bronze conquistados por ele nas Olimpíadas de Pequim: o cofre de um banco.

"Elas também vão para lá. Aliás, estou até precisando dar uma passada no banco porque já estou com saudade das outras medalhas", sorriu o campeão

FONTE: GazetaEsportiva

--> Santo Perfeccionismo... Vai numa piscina fechada que você consegue esse tempo que quer, querido!
E mais... Vai lá no banco, dá um Beijing (sacou o trocadilho?! ¬¬) nas medalhas da Olimpíada e guarda as de Roma...

Beijocas Celestes!!!!!!!!!!!!!!

4 comentários:

Karinny disse...

Mas vcs notaram qdo ele olhou pro placar e viu 21'08 huuummm deu aquele olhar de "putz mas esse tempo era pra ter feito no US TRIALS"

Ele sabia q não dava pra WR Seu Brett disse depois q nos 50m tava difiícil q a estratégia era bater na frente.

Paty Seu Brett vem ao Brasil é??? Vc q tem contatos imediatos de 1º grau, é sério isso da clínica ou é só uma possibilidade futura??!!

Bjs

Carolina disse...

Bousquet Desolée Estuprée Visuál!
Como que você esquece o nome completo do citoyen, Patricia Angélica?! HAHAHAHAHA! Piada interna, rs.
Perfeccionismo rules! :D


Beijos, pipôu.

arivana disse...

esse cesão .....rsrsrrsrrs

tomara que sejá verdade ká
será mesmo???

Patrícia Angélica disse...

ah, Carol...

a segunda parte do nome é por sua conta... hoho