segunda-feira, 28 de setembro de 2009

BOMBANDO NO R7

Essa coisa de R7 me lembra do R10 do Ronaldinho Gaúcho... mas é só o novo portal de notícias da Record. Qualquer coincidência com o G1 ou a Globo.com é mera semelhança, tá? haha (no twitter os coments tavam HILÁRIOS!!)

Mas vamos ao que interessa, né? Quatro notícias e um vídeo na estreia do portal! Dá-lhe Cesão!!!!!!!!!! \o/


Cesar Cielo é o nadador mais veloz do mundo; mas fica parado no trânsito paulistano
Em São Paulo até o fim do ano, nadador se desdobra para atender a pedidos, treinar e tentar "fazer um dinheirinho"
Denise Mirás, do R7

Uma hora no carro na lentidão do corredor da avenida Santo Amaro, saindo de Moema para chegar ao Jardim Paulistano no meio da tarde em São Paulo, e o nadador Cesar Cielo não aguenta mais ficar parado ouvindo rádio. Dono de duas medalhas olímpicas (ouro e bronze em Pequim-2008, nos 50 m e nos 100 m livre, as duas provas mais rápidas na natação) e duas mundiais (duas de ouro em Roma, em julho de 2009, nessas distâncias), diz conformado que precisa aprender a recalcular seu tempo pelo "tempo paulistano", para chegar aos treinos no horário.

Mas ali está ele, no Esporte Clube Pinheiros, sorriso como marca registrada. É "um cara de bem com a vida", como se diz. E, aos 22 anos, depois de tantas glórias mundiais, está em busca de "ganhar um dinheirinho" para quando encerrar a carreira na natação.

Foram poucos os momentos em que Cielo teve sossego nestes últimos dois meses, depois de se tornar o recordista mundial dos 100 m livre (46s91), considerada a prova "nobre" das piscinas, no Mundial da Itália.

Tirou passaporte novo, montou apartamento - com a ajuda da mãe, Flávia - foi ao dentista, encontrou-se com o presidente da República, recebeu homenagens, participou de desfile, teve convite para ir ao "castelo de Caras", até corte de cabelo ganhou...

Das homenagens como de Santa Bárbara d'Oeste, sua cidade natal do interior do Estado de São Paulo, onde até a sacristia da igreja matriz teve de abrigar jornalistas que estiveram na cerimônia após os títulos na praça principal, passando pelos convites para baladas na capital, Cielo arrumou um fã-clube português que descobriu que um "ta-ta-taravô" do nadador era luso - e, de repente, o nadador poderá ter nacionalidade portuguesa e até passaporte da União Europeia. Mais recentemente, foi convocado para viajar com a delegação do comitê organizador Rio-2016 que disputa a sede da Olimpíada em 2 de outubro em Copenhague, Dinamarca.

Cielo deu conta de tudo isso, deixando de treinar apenas alguns dias na volta do Mundial de Roma. Depois, sumiu para um período de descanso, descanso mesmo, de ficar olhar para a parede no apartamento novo e ainda "desmobiliado", "sem pensar em nada". Agora, Cielo até anda circulando com amigos em São Paulo. Conheceu a modelo Carol Francischini, com quem "está junto" há um mês - sem muitos detalhes -, e arriscou uma balada como DJ a convite do amigo Marcinho, o residente da casa - cachê doado para o Hospital Boldrini, que cuida de crianças e adolescentes com câncer.

E lá vem a garotinha de touca na beira da piscina do Pinheiros pedindo um beijo do nadador. Leva o beijo e mais um sorrisão do ídolo.


Ídolo da natação quer reconhecimento também para companheiros da equipe brasileira
Cielo destaca Felipe França, do nado peito; e lembra o quanto a natação do país cresceu nos últimos meses
Denise Mirás, do R7

Cesar Cielo teve os aplausos de espectadores em pé, nas arquibancadas da piscina do Mundial de Natação disputado em julho, em Roma. De volta ao Brasil, o nadador vem repetindo que é hora das empresas nacionais patrocinarem os atletas, que conseguiram alguns dos melhores resultados do esporte, na história do país. Enquanto arruma tempo para gravar comerciais para a TV, lembra que a natação brasileira tem mais atletas, como Felipe França, prata nos 50 m peito do Mundial, que também merecem atenção.

A valorização dos companheiros da equipe brasileira é um assunto que sempre tem espaço em suas entrevistas.

-A natação cresceu muito nestes 11 meses, no número de finais importantes alcançadas e no número de medalhas conquistadas. A equipe brasileira vem mostrando resultados há dois anos. Estamos um pouco longe dos Estados Unidos, mas com o pontapé que demos acho que vai contagiando. Espero que em dois anos a gente tenha uma superequipe. Para ganhar mais cinco, seis medalhas no Mundial de 2011. Quero que o Brasil chegue com cara de equipe grande, bem forte, para a Olimpíada de Londres-2012. E não tem mais desculpa para uma empresa brasileira não patrocinar a gente.

Ultimamente, aliás, Cielo não dá conta da fila de interessados em ouvir opiniões do maior ídolo, hoje, do esporte brasileiro. São mais de 50 pedidos na lista, que só aumenta, porque muitos querem marcar outra, de novo, para o mês que vem...


Uma das fotos inéditas que estava numa das notícias do portal! Aquele clima de "cheguei pro treino" - reparem na mochila LINDONA da Arena! ADOREI!!!!!!!


Em SP, Cielo encara o trânsito; nos EUA, ele usa papeizinhos para bater recorde
Nadador conta como é sua vida pessoal e profissional nos dois países em que vive
Denise Mirás, do R7

Nada é fácil com o trânsito de uma cidade de mais de 11 milhões de habitantes como São Paulo, principalmente para quem vem da pacata Auburn, no Alabama, Estados Unidos, com população que não chega a 60 mil pessoas, onde Cesar Cielo treina e estuda por seis meses no ano, desde 2006. Nestes últimos anos, o nadador é "paulistano" no segundo semestre - o que algumas de suas frases já denunciam.

- O trânsito de São Paulo... Não tem mais hora!

Cielo deixou o aluguel para investir em um apartamento. Mas não conseguiria comprar um ao lado do clube Pinheiros, mais caro para os padrões dele. Com a ajuda da mãe, Flávia, foi parar em Moema. Alguns poucos quilômetros a mais, Cielo agora vai treinar dirigindo. Já sentiu "o drama". Pior ainda que não gosta muito de sair de carro: tem medo da violência da cidade.

Nada como Auburn, onde tem o sossego que precisa, antes das grandes competições. Lá, treina, como e dorme. "Quatro ou cinco horas treinando, quando não dormindo e pensando no que comer", como resume.

Lá, diz que faz uma lavagem cerebral em si mesmo, espalhando papeizinhos pela casa toda com o tempo que tem por meta alcançar nas piscinas.

- Grudo no armário, na geladeira, na torneira...

Estudo? Leva a sério. Faz Comércio Exterior na Universidade de Auburn, mas trancou a matrícula porque precisava se dedicar totalmente aos treinamentos para o Mundial de Natação de Roma, Itália, em julho. Mas garante que vai completar o curso. Em janeiro de 2010, estará de volta em Auburn.

A mente é firme, assim como as opiniões. Sobre suas marcas, diz por exemplo que já fez "os 46" (os 46 segundos, tempo nos 100 m livre) e sabe como fazer. Mas agora só será possível ter novas noções sobre ele mesmo e os adversários no ano que vem, quando os melhores do mundo se encontrarem sem os maiôs especiais que ajudam a flutuar, que estarão proibidos na próxima temporada.

Pode-se até tentar batê-lo nas piscinas, conta o nadador campeão com outro sorrisinho. Antes das provas, se Cielo se dá uns tapas "para acordar", depois de observar uma vez os atletas do levantamento de peso, ainda nos vestiários a guerra é surda. Dá para observar "um pezinho tremendo" de um adversário, outro ali - e também é preciso cuidado para não mostrar a própria ansiedade.

Sonhos realizados, metas alcançadas, na Olmpíada e no Mundial, os tais papeizinhos queimados. Mas há muitos outros serão espalhados, com tempos que Cielo já "sente" que pode alcançar.


Super-homem? Técnicos contam como Cesar Cielo melhorou os fundamentos na piscina
Vídeo e o uso da tecnologia ajudaram o campeão do mundo a baixar seus tempos
Denise Mirás, do R7

Cesar Cielo, o super-homem das piscinas, tem alguns segredos. Ao contrário de uma das máximas do futebol, de que "treino é treino, jogo é jogo", o nadador brasileiro garante que treina sempre "como se fosse competição mesmo":

- Quero ganhar de todo mundo, o tempo todo.

Mas, além dessa determinação, da mente focada para objetivos no esporte, Cielo tem boa parte de melhoria de sua performance ajudada por técnicos.

Alberto Silva, o Albertinho, é do Pinheiros - onde Cielo treina no segundo semeste do ano - e trabalha com o biomecânico Paulo César Marinho, o PC, na filmagem e análise de movimentos.

No primeiro semestre, Cielo treina com Brett Hawke na Universidade de Auburn, nos Estados Unidos. Mas é Albertinho quem conta um outro segredo, básico, de seu atleta:

- Ele nada bem na hora certa.

Seu desempenho, filmado e analisado quadro a quadro, virou padrão, por exemplo, para técnicos estrangeiros. Como os suecos, por exemplo, que têm o campeão mundial como modelo ideal para o planejamento de treino de seus velocistas.

No caso de Cielo, os vídeos ajudaram principalmente nos movimentos de saída e chegada, assim como de viradas nas piscinas. Em filme de antes do Mundial de Roma, onde o nadador foi campeão dos 50 m livre e 100 m livre, o biomecânico PC mostra o quanto Nicholas Santos (parceiro de seleção) faz a cambalhota mais "grupado", com o corpo mais encaracolado, enquanto Cielo, tinha amplitude de braços e pernas. Por isso, no filme Nicholas sai na frente nas viradas.

PC lembra que Cielo vem melhorando sua técnica desde garoto e continuou a aprimorá-la quando passou a treinar em Auburn, nos Estados Unidos, aos 18 anos. Lá, também ficou mais forte. Assim, ganhou como velocista, um tipo de nadador que precisa usar muita potência. Cielo agora já consegue usar mais força em velocidade mais alta, e de forma constante.

Existe algo para melhorar, então? PC responde:

- Sim, o braço direito alongado. Estava melhor no Mundial de Roma [disputado agora em julho], mais consistente. Mas no fim das provas, o braço dele ainda fica um pouquinho dobrado - "encurta" um pouco. O Cielo também precisa melhorar a resistência de força. Precisamos encontrar um jeito de conseguir que mantenha a técnica mesmo em situação de fadiga.

Na verdade, assinala o técnico Albertinho, todos estão aprendendo: a comissão técnica com o nadador e vice-versa.

- Estamos desenvolvendo uma metodologia única, construindo uma metodologia passo a passo.

(ACESSEM ESSA NO SITE - LINK NO TÍTULO -, TEM UM INFOGRÁFICO EM ANIMAÇÃO QUE TÁ UMA GRAÇA!)





Se não estiver vendo o vídeo, clique aqui!

FONTE de todas as matérias, da foto e do vídeo: R7

--> ADOREI as matérias, ficaram MUITO bacanas!

Estavámos mesmo precisando de um bom (e novo) portal de notícias!

Beijocas Celestes!!

3 comentários:

Laurinha disse...

É, São Paulo é a cidade foda...
Ontem tava voltando de Bauru e tbm peguei trânsito ¬¬'
Cesão é aquela pessoa que não quer o reconhecimento somente pra si, ele reconhece que os amigos de esporte também são ótimos e merecem, assim como ele, o reconhecimento do país.
Acho que o Brasil devia acordar e começar a apoiar mais esse esporte, digo no sentido patrocínio..

Mas enfim... se o Cesão que é o Cesão fala e ninguém ouve... quem sou eu pra ser ouvdia kkk

RIALTO

Adorei todas as matérias..
Ainda bem que a gente tem a PATY pra manter a gente informada, né?! O que seria do Fc sem a nossa querida e fofa Patrícia Angélica??? *-*

"Ah... que gracinha" :P

Dani disse...

Ahh que mara haha! Moro do lado de Moema! Consequentemente moro do lado do Cesão ;)

Amanda Paula :) disse...

adorei as matérias ! :)
e na hora que li ele falando do Felipe França pensei na mesma coisa que a Laurinha .. ele quer o sucesso de todos, não pensa só em si ! hehehe