quarta-feira, 30 de setembro de 2009

2 MESES

A essa hora, há exatos dois meses, acredito que não só eu, como TODO MUNDO aqui tava numa expectativa sem igual.

Naquele 30 de julho estávamos a espera da final dos 100m livre masculino, com Cesão na raia 5, cercado por Bousquet e Bernard, mas também apoiado por Nilo numa raia ao lado.

Pensei no que fazer hoje, já que é um dia mais que especial... e me lembrei da pergunta da promoção do Blog da Comunicação e comecei a pensar que a importância do Cesão pro esporte brasileiro é pouco perante o que ele fez pro esporte mundial e pra sociedade brasileira como um todo.

Cielo elevou o esporte nacional a um nível poucas vezes visto fora do futebol ou do vôlei. Tornou-se notícia no mundo inteiro, virou ídolo na Itália e apareceu de uma vez por todas para ficar entre os imortais da natação (ao lado de Popov, Thorpe, Phelps e alguns outros). Por seu recorde mundial, pela comoção que causou no público que assistiu a competição e pelas demonstrações de humildade no pódio e nas entrevistas ele transformou-se em ídolo do MUNDO, da natação e do internacionais.

Para a sociedade brasileira, Cielo deixa lições de determinação, luta, ética, disciplina e fé. Aumentou a auto-estima do nosso povo. E o que começou ano passado (quando já se sabia quem era César Cielo), hoje é ainda mais profundo. Inúmeras vezes o nome dele é citado para coisas que não são necessariamente esportivas e a imagem dele é requisitada em todo tipo de campanha.

E pra quem já o acompanha seja de longe ou de parto desde antes de ele ser "O CARA" do esporte nacional é um ORGULHO IMENSO ver esse movimento em torno dele (a chamada Cielomania, como diz o querido Coach Pussi). Comoção merecidíssima, já que houve tanta luta, tanta abnegação e tanto amor permeando essas conquistas.






Quem não se arrepia vendo essa prova?




E essa cerimônia de premiação, tem como não chorar junto com ele?




É um bebê? Não! É um SexyBack Fallen Angel nadando na velocidade da luz!

Fotos de Cortesia da Arena no Facebook


















Beijocas Celestes!!

5 comentários:

Laurinha disse...

Toda vez que revejo a prova fico estérica, o pior é que eu fico berrando 'vai Cielo' tudo de novo (como se tivesse a chance dele perder a prova ¬¬')

Cesão virou exemplo pra todos, não só pros barsileiros...

Enfim...

Parabéns pelos dois meses :)

Mari Pedroza disse...

Já se passaram dois meses... não sei se foi assim pra todo mundo, mas para mim passou MUITO rápido!

Adoro rever as provas do Cesão... até parece que eu é que tenho que encarar o Bernard e esses outros gigantes!! Cesão mostrou-se, como a paty disse, mais do que um símbolo da natação ou até mesmo do esporte nacional... é um exemplo de garra, confiança, perseverança e mais um montão de adjetivos que caem bem à situação.
Ninguém esquece do primeiro ouro olímpico, muito menos do primeiro recorde mundial... e é por isso que esses "aniversários" devem ser comemorados com muita alegria, mas mais do que tudo, com um olho lá no futuro!!

Parabéns ao Cesão, à família Cielo e ao Fc querido!!!!

*-*

Karen disse...

Essa semana eu fui reparar que tem pôster dele em tudo quanto é ponto de ônibus na av.brasil... até na saída da ilha do fundão tem :O

Papi disse...

Vendo esse vídeo do Brett Hawke me bateu uma dúvida: os técnicos dos campeões ganham sua medalha tb?


A que ele estava segurando é a de Cesar, obvio... Mas acho que eles deviam receber a sua tb, oras... se é que não recebem, claro!


Alguém sabe?

No mais, as entrevistas de Brett são sempre excitantes em tds os aspectos.

Será Cielo um "próximo Popov" em preparação???

Acho a comparação ainda bem prematura. O russo NASCEU uma lenda. Está no nível de Mark Spitz, Matt Biondi, Phelps (não é pagação, mas não dá pra não incluir).

Talvez tenhamos essa resposta nos próximos mundiais e mais especificamente em Londres, onde bicho vai PEGAR!

beijos

Patrícia Angélica disse...

Papi, não! Os tecnicos não ganham medalha, em nenhum esporte. Talvez fosse bacana receberem pelo menos uma menção honrosa...