domingo, 11 de janeiro de 2009

:D

Oi amoreeeeeeeeeees, tudo bem?
aaaaaaah eu me arrependi de ter voltado pra casa, rs, nao tem nada pra fazer aqui em Feira...
e eu tenho uma notícia não muito boa pra dar a vocês... não, não é sobre o Cesão, é sobre mim mesma... o fato é que a minha mãe decretou que não vai me da um tostão furado pra eu ir pra Salvador no carnaval, sendo assim eu vou ter que me virar... e faltando pouco mais de um mês para a festa eu to ficando maluca já... já pensei em mil coisas, tive mil ideias, ajeitei uma entrevista pra amanhã... caso dê certo... não vou precisar abrir mão de nada pra brincar o carnaval... mas caso não dê certo... eu vou passar uns bucadinhos sem internet... pq o dinheiro que eu tenho guardado é o suficiente pra uma das duas coisas... ou ir pra salvador me esbaldar no carnaval... ou 2 meses de internet... é uma coisa bem difícil de se decidir, rs, mas, galera, eu respiro carnaval... eu espero essa festa o ano inteiro... e eu preciso que vocês me entendam... vocês veem que até quem não é daqui, tem vontade de conhecer Salvador, de pular um carnaval, pq é muito bom... é um esforço que vai valer a pena, pq é uma paixão minha, exato, tipo, o Flamengo, o Psirico (que indo pra Salvador no carnaval eu vou ver nos 7 dias de festa!!!!!!), o Cesão... mas se eu tenho que abrir mão de alguma coisa, pra fazer aquilo que meu coração manda... que seja uma coisa supérflua... qualquer coisa eu vou na casa da mãe... ou da-se um jeito... então eu vou rezar muito, pra que dê certo aí essa entrevista e que eu já saia de lá amanha mesmo empregada... rs.
torçam por mim!!!
-
Agora vem o que realmente interessa rs.

Cielo pede cautela com maiôs e quer natação "pura"

Com a volta da discussão sobre o chamado "maiô milagroso", utilizado por nadadores que quebraram diversos recordes nas piscinas de todo mundo no ano passado, o brasileiro César Cielo, campeão olímpico dos 50 m livre em Pequim 2008, pediu cautela quanto ao moderno equipamento e afirmou que é preciso manter a natação "pura".
A Federação Internacional de Natação (Fina) convocou uma reunião para o dia 20 de fevereiro em Lausanne, na Suíça, para revisar o processo de aprovação dos maiôs de competição. No encontro, que terá a presença de fabricantes, nadadores, representantes legais e especialistas, serão analisados aspectos como material, espessura e uso dos maiôs.
"Voltar atrás não existe. Não tem como apagar os recordes quebrados. Tem que ter os critérios na fabricação de maiôs, porque natação não é igual a Fórmula 1. Tem que ver quem é o melhor nadador e não quem tem o melhor maiô. É difícil falar, mas temos que tomar cuidado para que o esporte se mantenha puro", afirmou, em entrevista à rádio Jovem Pan.
Além do ouro no 50 m livre, Cielo faturou também o bronze nos 100 m da mesma modalidade e afirmou que é preciso evoluir no ciclo olímpico que começa em 2009 e termina em 2012, na cidade de Londres, palco de mais uma Olimpíada.
"O que eu puder fazer pela natação vou fazer, o que eu puder reclamar, também vou reclamar, mas é claro que dentro de um limite. São corrigidos os erros que nos aprimoramos. Se continuar com os mesmos erros, traremos as mesmas medalhas em 2012 e não vamos evoluir", completou.

F: Terra

-

CIELO INFLUENCIA A NATAÇÃO AMERICANA

Os EUA são pródigos em medalhas de ouro, mas nem por isso a conquistada por César Cielo nos 50 metros livre em Pequim passou despercebida no país de Michael Phelps. Quando o nadador chegar em Alburn, no Alabama, para treinar com mais tranquilidade para o Mundial de Roma verá que a vitória teve efeitos. “Antes de Pequim, éramos três velocistas, agora serão 12 e o grupo, que era de 47 atletas, subiu para 60”, contou. O crescimento é resultado do interesse por seus métodos de treinamento.

Fonte: Swim It Up!

-

e agora uma coisa bem interessante de se ler, rs.

Brett Hawke - o técnico de César Cielo

Todo mundo pensa que treinador de velocistas é aquela moleza de 25, 12,5 e por aí vai. Nada disso, principalmente falando em Brett Hawke. Na semana passada, Auburn perdeu um Dual Meet em casa para o Texas, tanto no masculino como no feminino. Foi a primeira derrota dupla da história nos confrontos entre as duas equipes. E parece que não foi engolida muito bem pelo Brett Hawke. Ele que assumiu o comando interino da equipe desde a doença do Head Coach Richard Quick. Para piorar, o próprio Richard Quick ainda apareceu de surpresa na competição e assistiu parte da derrota. Ao final da competição, Brett Hawke reuniu seus rapazes e decidiu fazer um treino, um super treino. Forte, longo e só para encerrar 20 x 50 de borboleta saindo de cima. (fato, que eu morria só nesse aí, rs). Ontem, sábado, ele colocou todo mundo na água novamente. Todos nadaram as mesmas provas que atuaram na competição e o desafio era simples: ou nadem melhor do que fizeram contra o Texas ou teremos treino forte logo após novamente. Não é a toa, que aos 33 anos de idade, Brett tem se destacado como um dos treinadores que mais tem crescido dentro da natação americana. Os resultados estão aí para comprovar.

F: Blog do Coach

-

Bom galera, é isso... mais tarde ou amanhã eu volto... beijo e torçam por mim...

5 comentários:

Patrícia Angélica disse...

haha

Jack, to torcendo por vc sempreeeee!!!!!!!!!!!!

vc vai conseguir e saiba q pra td q vc quiser e precisar, to aki pra ajudar!!

adorei as notícias!!!!

Cesão sempre falando o q tem ser dito... esse minino é F-*-*-*!!!!!!! haha

q medo do Brett, hein?! haha

bjooooooooooooooooooooo

Amanda Paula :) disse...

torcerei por voce :P
ahuhuahuaahu
beijo

suelen disse...

estou na torcida por vc jack!!!!

o importante é vc tá feliz vai e curte muito o carnaval da tua terrinha pq melhor carnaval não existe!!!!

O MELHOR CARNAVAL É O DA BAHIA!!!!

Lily disse...

Tomara q vc consiga o emprego para poder se divertir tranquila no Carnaval :) E esse treino Brett não é mole não. kkkkk


Beijos xD

arivana disse...

estou torcendo por vc nega
sempreeeeeeeeeeeeeeee..aqui
hein pode sempre contar com a sua amiga.....

adoro o brett.....

e curta o seu carnaval na bahiaaaaaaaa
é a sua cara msm viu....



bjos xau meninas